Governo brasileiro vai monitorar celulares para conter pandemia

Realização: Governo Federal

País: Brasil

O governo brasileiro vai passar a ter acesso a dados das operadoras de celulares para identificar aglomerações de pessoas em todo o país. Utilizando a geolocalização do celular, ferramenta que checa aglomerações e deslocamentos atingirá 222 milhões de linhas. Recurso será usado pelo Ministério da Saúde em políticas públicas. Dados serão fornecidos pelas empresas de telecomunicações Algar, Claro, Oi, TIM e Vivo.

Ao longo do avanço da pandemia, tem ganhado força o debate em torno de medidas que utilizam dados pessoais e sistemas de vigilância para combater o vírus. Até onde o interesse coletivo pode avançar sobre o individual?

Para parte dos especialistas e das autoridades, o debate sobre o direito à privacidade nesse momento não é apenas irrelevante como também pode ser fatal. O lado oposto aponta o risco da instalação de um Estado de vigilância permanente em nome de um bem comum e em detrimento do direito à privacidade.